Você será redirecionado em 8 segundos

ITWeb agora é IT Forum 365! Uma nova Comunidade onde você encontrará todo o conteúdo de qualidade do ITweb a que estava habituado mas com novas POSSIBILIDADES de interação com os participantes desse novo mundo. Venha participar deste novo momento na comunidade de TI com Interação, Colaboração, Apresentações e muito mais. Faça seu cadastro e seja bem-vindo!

Se você ainda não está pensando em usar o modelo de cloud computing e SaaS para o seu time de desenvolvimento e teste, deveria!

Na última semana estive envolvido em dois eventos e várias reuniões relacionadas ao uso de cloud computing e SaaS no contexto do processo de desenvolvimento e entrega de software.

O assunto é muito interessante e já vemos algumas empresas ganhando “tração” nesse novo modelo para instrumentar o processo de desenvolvimento.  

Muito se fala nas vantagens econômicas do modelo de SaaS (Software As A Service), onde ao invés de comprar licenças das ferramentas o cliente aluga as mesmas de acordo com a sua necessidade.    É claro que no longo prazo o aluguel de licenças é mais caro que o valor equivalente de compra-las, mas a flexibilidade do modelo SaaS pode trazer outras vantagens econômicas ligadas ao cronograma de desembolso, natureza da despesa (Opex x Capex) e custo do dinheiro no tempo.   Outra vantagem econômica clara é a possibilidade de adequar a forma de gasto com o cronograma financeiro dos projetos. Ou seja, se o projeto cresce o número de licenças cresce com ele não sendo necessária a compra antecipada de capacidade. O mesmo vale quando o projeto entra na sua fase final, quando o número de membros no time começa a diminuir e a necessidade de ferramentas cai.

Nesse modelo de aluguel fica muito fácil alocar o custo direto do uso de ferramentas a cada projeto sem a necessidade de rateios de software e hardware por projetos que muitas vezes nem acontecem ao mesmo tempo.  Esse aspecto sozinho já é um diferencial importante e muitas vezes decisivo para organizações que vivem de projetos.

Além do aspecto econômico mencionado, há dois outros que são igualmente ou mais importantes que aquele.  São eles:

1) A elasticidade, ou capacidade de colocar um ambiente em produção e/ou retira-lo em uma fração do tempo requerido na forma tradicional de compra, alocação e implantação de ferramentas em uma infraestrutura específica.

2) A padronização no uso de ferramentas por todas as equipes distribuídas dos projetos.

Esse dois aspectos trazem inúmeras vantagens aos projetos, profissionais e times e são poucos explorados pela mídia. 

Separadamente, ou em conjunto, eles podem trazer vantagens econômicas que superam em muito a diferença dos valores de compra e aluguel.

Afinal, quanto vale para a sua orgaização iniciar um projeto em horas ou dias ao invés de semanas?

Voltaremos a esses dois pontos em posts posteriores.

Fiquem ligados!

Leia também

  • Gustavo Santos

    Olá Argento,

    Além da questão das licenças, temos ganhos significativos (e flexibilidade) também na infraestrutura de hardware? Ou seja, podermos utilizar um leque de ferramentas necessárias a um projeto sem que seja necessário a empresa investir em hardware para suportar este ambiente?

    Grato,

    • Roberto Argento

      Seguramente Gustavo. Esse muitas vezes é o principal benefício da solução em nuvem. 

Notícias PRNewswire